CRM-PR expressa pesar por tragédia em escola de cidade da Grande São Paulo

O Conselho Regional de Medicina do Paraná manifesta o seu profundo pesar com a tragédia ocorrida nesta data (13 de março) em escola de Suzano, na Grande São Paulo, solidarizando-se com vítimas e seus familiares neste momento de tristeza e dor. Ao mesmo tempo, enaltece atitudes heroicas de servidores e alunos da escola, as quais impediram que as consequências fossem ainda mais avultadas, bem como congratula-se com profissionais de saúde e policiais pela presteza com que agiram na assistência aos feridos e também o conforto a eles emprestado, bem como de seus familiares e os dos que foram levados à morte.

O massacre perpetrado na Escola Estadual Raul Brasil resultou em pelo menos 10 mortos, incluindo os dois ex-alunos que foram os responsáveis e que cometeram suicídio em seguida. Ainda uma dezena de pessoas precisou ser hospitalizada, algumas em estado grave. A tragédia se repete na aproximação do oitavo aniversário do “massacre de Realengo”, que ocorreu em 7 de abril de 2011 e que resultou na morte de doze crianças e do atirador, além de mais de uma dezena de feridos.

Uma sucessão de episódios de consequências gravíssimas em centros de educação foi registrada a partir de então. Uma delas ocorreu em outubro de 2017 em uma creche do município de Janaúba, norte de Minas Gerais, quando oito crianças e uma professora morreram após um segurança promover incêndio criminoso.

A cidade de Suzano e o governo de São Paulo decretaram luto de três dias por causa da tragédia desta quarta-feira.

0
Seja o primeiro a comentar!
Escreva aqui seu comentário...